Cerca de setenta artesãos de Itaperuna e região estiveram reunidos, na manhã desta terça-feira 21, no auditório do Instituto Federal Fluminense – IFF – Campus Itaperuna, para receber a equipe do Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, que é coordenado pela Secretaria de Turismo Estadual (Setur-RJ/TurisRio). O cadastramento tem como objetivo reconhecer a atividade como geradora de desenvolvimento regional e registro vivo da história local, além de emitir uma Carteira Nacional do Artesão, com validade de seis anos, que permite obter cursos de qualificação e capacitação fornecidos pelo Estado e Prefeitura. O programa coloca em prática ações que visam o empreendedorismo para os inscritos, além de identificar e mapear a matéria-prima e técnica utilizada pelos artesãos do estado. O Coordenador do programa de Artesanato do Rio de Janeiro, Saulo Romai, afirma que o artesanato é indispensável para qualquer turista e, que cada cidade que está passando com o cadastramento, tem suas formas de fazer e apresentar essa arte. “Nosso programa tem como finalidade reconhecer o perfil do artesão e, assim, diagnosticar suas características e necessidades. Nessa nova etapa com o Artesanato em Movimento pretendemos tirar esses profissionais da arte da informalidade, dando oportunidades de microcréditos em instituições financeiras e participações gratuitas em feiras e eventos”, disse o secretário que palestrou durante o evento. O Programa Economia Solidária de Itaperuna atende cerca de 100 artesãos que conquistaram espaço no mercado, ganharam passarelas de grandes grifes e caíram no gosto de muita gente.

Tag: