O Projeto de Lei que reduz a jornada de trabalho para enfermeiros, auxiliares de enfermagem e técnicos de enfermagem, no município de Itaperuna, para 30 horas semanais foi aprovado, em segunda discussão, na noite desta quarta-feira (15), na Câmara Municipal de Itaperuna. Esses profissionais, atualmente, cumprem jornada de até 45 horas semanais. De autoria dos vereadores Glauber Bastos (PSDC) e Sinei Menezes (PTN), o PL tem o objetivo de impedir que a carga horária desses profissionais exceda a seis horas diárias. Conhecida como referência em saúde, Itaperuna possui sete faculdades, sendo quatro presenciais. A área de saúde é uma das que mais movimenta a economia do município. Sendo assim, segundo o vereador Glauber, os profissionais precisam de melhores qualidades de trabalho e também de vida. “Essa longa jornada traz muitos malefícios para o profissional, como acidentes com materiais perfurocortantes e até suicídios, causados pelo cansaço físico e mental. Nossa luta não vai parar por aqui. Vamos continuar lutando agora por melhores salários”, disse Glauber. De acordo com o PL, “é preciso adaptar à realidade dos profissionais de enfermagem às recomendações da Organização Internacional do Trabalho (OIT)”. Para o enfermeiro Itamar Fernandes Neto, esse é um grande avanço para a categoria no município. “Esses profissionais são o espelho da saúde e na maioria das vezes não são valorizados e a sobrecarga de trabalho é muito grande. Sem eles a saúde não funciona. Essa luta foi levantada há anos a nível federal e vetada no Congresso. No estado do Rio ela foi aprovada. Hoje agradecemos muito aos vereadores por essa conquista da categoria, porque além de diminuir jornada, vai gerar mais vagas de trabalho no município”, disse Itamar, enfermeiro chefe da UPA e professor de estágio dos acadêmicos de enfermagem. O Projeto de Lei segue para sanção do executivo do município. Fonte Ascom

Tag: